Matérias



Saiba o que é a síndrome do Burnout Carreira

Home > Matérias > Carreira > Saiba o que é a síndrome do Burnout

Descrita pela primeira vez em 1974, a síndrome de burnout, ou síndrome do esgotamento profissional, é um distúrbio psíquico relacionado ao estresse crônico desenvolvido no ambiente de trabalho.  A doença está dividida em três dimensões de sintomas: exaustão emocional, despersonalização (negativismo) e diminuição da realização profissional, que geram consequências físicas, psíquicas e sociais, impactando na qualidade de vida do indivíduo e no desempenho no trabalho.

 Conheça a seguir as principais características da síndrome de burnout:    

  • Exaustão emocional: quem está sofrendo com a síndrome de burnout se sente exausto e sem energias para realizar as atividades rotineiras, o que leva a um baixo rendimento e faltas frequentes no trabalho.  

  • Despersonalização: o indivíduo se torna insensível em relação aos outros e age com cinismo e negativismo.

  • Sensação de pouca realização profissional: nessa dimensão os sentimentos mais comuns são os de incompetência e insatisfação com as atividades profissionais.   

Sintomas físicos

Entre as manifestações físicas que podem estar associadas à síndrome estão enxaqueca, sudorese, cansaço, palpitações, insônia, dores musculares, entre outras. 

Causas


A síndrome de burnout é resultado do estresse crônico, principalmente, em locais de trabalho onde existe pressão excessiva, conflitos internos e pouco reconhecimento por parte dos superiores.  Qualquer atividade profissional pode desencadear o burnout, no entanto, algumas profissões têm sido apontadas como mais suscetíveis ao desenvolvimento da síndrome, principalmente aquelas em que há envolvimento interpessoal intenso. Esse é o caso de profissionais das áreas de educação, saúde, recursos humanos, vendas, entre outras.  Além disso, a alta competitividade, o advento de novas tecnologias, a necessidade de se produzir mais e mais rápido evitando desperdícios, entre outros fatores, são alguns dos possíveis precursores do desgaste físico e emocional nos trabalhadores.  

Diagnóstico e tratamento


O diagnóstico da síndrome de burnout envolve a análise do histórico de saúde do paciente, histórico e realização profissional, sintomas, análise física e psiquiátrica, além de testes psicométricos.  O tratamento inclui o uso de medicamentos, como antidepressivos, psicoterapia e técnicas de relaxamento.  

Como prevenir

A prevenção da síndrome de burnout pode envolver as seguintes estratégias: - Gerenciar o estresse – psicoterapia e ténicas de relaxamento (respiração, meditação, entre outras, podem ajudar)- Saber delegar tarefas e dizer “não” quando necessário - Investir em hobbies e hábitos de vida saudáveis- Manter relacionamentos saudáveis - Avaliar a possibilidade de uma nova dinâmica para as atividades profissionais

Voltar