Matérias



5 dicas para organizar as finanças em tempos de crise Finanças

Home > Matérias > Finanças > 5 dicas para organizar as finanças em tempos de crise



Alta da inflação, restrição ao crédito e desemprego são os principais problemas enfrentados pelos brasileiros neste período de crise econômica. E, sabemos que os problemas financeiros podem afetar diretamente o bem-estar, prejudicando o sono e nos deixando ansiosos.  Por isso, em meio às inseguranças que rondam esse cenário, para manter a sua saúde em dia, é importante manter o orçamento organizado e fugir das dívidas.

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, organização financeira não significa cortar gastos, mas sim fazer escolhas inteligentes para que o dinheiro renda melhor e, dessa forma, estar precavido para o futuro.

Algumas ações como evitar desperdícios, diminuir o tempo no banho, substituir itens de consumo que estejam ficando mais caros por marcas similares mais baratas e evitar comer em restaurantes podem ajudar a equilibrar o orçamento. Veja 5 dicas para manter a sua saúde financeira:

1- Faça anotações e acompanhe a suas despesas

Mapeie os seus principais gastos, separando-os por grupos (carro, habitação, alimentação, educação, etc), e coloque tudo em um papel. Se preferir, você pode fazer isso com a ajuda de aplicativos para smartphones ou tablets. O próximo passo é fazer somas e analisar todas as suas despesas mensais periodicamente. Dessa forma, é possível saber quais gastos são desnecessários e onde você pode economizar mais. 

 

2- Crie metas

Boa parte das pessoas não estabelece o quanto pode gastar e, por consequência, isso acaba gerando uma série de preocupações tardias, já que muitas vezes o orçamento acaba estourando. Por isso, estabeleça metas do que você pode gastar em cada grupo de despesa. Dessa forma, você pode fazer compensações entre eles.

 

3- Compare o seu orçamento com os meses anteriores

A comparação das suas despesas atuais com os meses anteriores é importante para saber se você está extrapolando nos gastos ou está conseguindo alcançar os seus objetivos. É por meio dessa comparação que você irá entender se precisar mudar as metas ou o seu comportamento de consumo.

 

4- Pergunte-se sobre os seus gastos

Essa é uma das dicas mais importantes. Sempre faça perguntas a você mesmo sobre a necessidade de cada gasto. Exemplos: “Eu preciso mesmo dessa roupa ou posso comprar mais para frente?”, “Será que eu posso esperar mais um pouco para trocar o fogão?”. Tente mentalizar quais são os gastos desnecessários que você pode eliminar ou postergar. Veja algumas medidas que ajudarão a manter o seu orçamento equilibrado:

  • Evite comer em restaurantes e lanchonetes.

  • Não assuma prestações novas

  • Reveja as contas de internet e TV acabo

  • Dê preferência às frutas da estação

  • Substitua itens de consumo por marcas similares mais baratas

  • Pesquise preços e promoções

  • No caso de datas comemorativas, como o Natal que se aproxima, ou aniversários de parentes, procure comprar presentes com antecedência e prefira lojas online, já que os preços tendem a ser mais baratos do que nas físicas.

 

5- Poupe

Poupar é quase sempre uma tarefa difícil, mas após organizar os gastos e estabelecer metas, tente guardar todos os meses um pouco de dinheiro para o futuro. Além disso, tente sempre poupar o décimo terceiro e não gastar tudo de uma vez.

 

 

 

 

Voltar