Matérias



Entenda como o lúpus se manifesta Genéticas

Home > Matérias > Genéticas > Entenda como o lúpus se manifesta

LupusEntenda como o lúpus se manifesta

De origem autoimune, o lúpus é uma doença crônica e progressiva, que pode provocar lesões na pele e em órgãos internos

Em setembro deste ano, a cantora Selena Gomez precisou fazer um transplante de rim devido a uma complicação do lúpus eritematoso sistêmico (LES), doença mais conhecida como lúpus. A notícia jogou os holofotes em uma condição séria, na qual não se fala muito.

De origem autoimune, o lúpus é uma doença crônica e progressiva, que se subdivide em dois tipos: o cutâneo, com manchas avermelhadas na pele, principalmente nas regiões mais expostas ao sol; e o sistêmico, que pode atingir órgãos internos, como coração, cérebro e rins.

 

Sintomas do lúpus

Os sintomas do lúpus variam de intensidade e de acordo com a fase de atividade ou remissão da doença. Geralmente, os sintomas gerais são febre, alterações de apetite, emagrecimento e fraqueza. Mas a condição pode causar outras manifestações clínicas comuns. Veja a seguir quais são elas:

  • Lesões de pele, principalmente manchas avermelhadas nas maçãs do rosto e dorso do nariz, chamadas de lesões em asa de borboleta, que não deixam cicatrizes.

  • Dores com ou sem inchaço nas articulações.

  • Dor no peito, palpitações e falta de ar em decorrência da inflamação das membranas que recobrem o pulmão (pleuris) e o coração (pericardite).

  • Pressão alta, inchaço nas pernas e urina espumosa em decorrência da inflamação nos rins.

  • Alterações neuropsiquiátricas, como convulsões, alterações de humor ou comportamento, depressão e alterações dos nervos periféricos e da medula espinhal.

  • Anemia, devido a alterações nas células do sangue. 


Fatores de risco do lúpus

Pessoas de qualquer idade podem desenvolver lúpus, porém a doença apresenta maior incidência em mulheres, principalmente na faixa que vai dos 20 aos 45 anos. No Brasil, estima-se que 65 mil pessoas vivam com lúpus, sendo a maioria mulheres.

As causas da doença ainda não são totalmente conhecidas, mas acredita-se que fatores genéticos, hormonais e ambientais (irradiação solar, infecções virais ou por outros micro-organismos) estejam envolvidos.

 

O que é uma doença autoimune?

O sistema imunológico é responsável por proteger o organismo contra micro-organismos externos, produzindo anticorpos específicos contra os invasores. No entanto, por causas ainda não totalmente conhecidas, em algumas pessoas, esses anticorpos começam a atacar as células e os tecidos saudáveis do próprio corpo, gerando uma doença autoimune.

Como citado acima, já se sabe que alguns fatores estão relacionados ao desenvolvimento desse tipo de problema, como os genéticos, ambientais e hormonais.

 

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico do lúpus é feito com base em análises clínicas e laboratoriais de sangue e urina, e o quanto antes for feito, menos chances terá o paciente de sofrer complicações sérias, como a insuficiência renal (que foi o que aconteceu com a cantora Selena Gomez).  

Os medicamentos para regular as alterações imunológicas, como os corticoides, os antimaláricos e os imunossupressores são de uso regular, além daqueles que controlam as inflamações na pele, dor, inchaço, etc. 

Quem tem lúpus precisa ter um acompanhamento médico periódico e manter alguns cuidados especiais com a saúde, que incluem alimentação equilibrada, repouso, controle do estresse, atenção rigorosa com a higiene pessoal
(devido ao alto risco de infecções), além de evitar ao máximo se expor ao sol.

 

Voltar